« Home | companhia... » | a simplicidade de Teresa... » | 100 posts » | palhota... » | um guerreiro... » | internets... » | idiota » | Thomas Moore » | por cá.. » | nova luz.. » 

sábado, julho 01, 2006 

orgulho...


Não costumo falar muito de futebol neste blog... mas neste momento percebo-me orgulhoso de ser português.

Não só porque ganhámos um jogo, mas porque o jogámos bem, forte e limpo!
Assim sim! Mostrámos uma vez mais ao mundo e a nós mesmos, que percebemos que a vitória que merece ser ganha, apenas se vence com sacríficio, determinação, coragem e honestidade.. com Verdade!

Que o nosso passado nos inspire, que o nosso futuro nos encha de esperança... e que vivamos o nosso presente como aquele momento em que tocamos a hipótese de escrever a nossa própria história e de cumprir o nosso Destino!

Viva Portugal.. viva o nosso Povo!

Não é bem o destino que o Fernando Pessoa previa no Quinto Império. Mas o Fernando Pessoa era um poeta e é difícil agradar os poetas – são indivíduos exigentes.

Eu gosto de futebol; sempre gostei. :)

A glória portuguesa é estimulante mas triste. Porque tem pouco a ver com consequências que mudem a nossa história. É inofensiva no que se refere a escrever o nosso destino. É a minha opinião pessimista. Porque se move as pessoas de um país é segundo uma direcção que não contribui para a nossa identidade e evolução cultural. Toda a energia vai ser sempre gasta em cerveja e bifanas. E tem que ser assim porque o Futebol é um jogo. É coerente, e bom, que seja assim.

E com este motivo de orgulho – a nossa selecção – vai deixar de existir, em cada Português, aquele vazio interior que é inerente ao ser humano e que é força motriz para as grandes obras – quer da engenharia, arte ou política. Já temos o placebo... e isso entristece-me.

Cumprimentos, com amizade
José Fernandes

José, agradeço o teu post.

Provavelmente tens razão. Mas sou optimista por vocação e não acredito em causas perdidas :)

Não é interessante que apenas no desporto se apresente directamente a necessidade de "esforço", "dedicação", "vontade" e "coragem" como requisitos necessários para alcançar uma vitória honrada?

Por todo o lado vejo um movimento facilitista que procura o sucesso à conta do nada, onde as palavras "mérito", "honra", "dever", parecem arredadas e parte de um passado distante e ultrapassado.

Pelo futebol tornaram-se de novo presentes. Isso é bom, nem que seja por um dia.. mas pela minha parte sei que será por muito mais!

Abraço com amizade
M

Enviar um comentário

Links para este post

Criar uma hiperligação


M

  • Deixo aqui as minhas pegadas para saberem que por aqui passei e que por aqui não fiquei!



<bgsound src="http://www.manuelsalgado.net/Imagens/iwillfindyou.mp3" width=46 height=60 controls="smallconsole" autostart=true loop=true > </bgsound>
Powered by Blogger
hidden hit counter